Junto à terceira idade, atuamos no sentido de propiciar canais para a expressão e socialização, favorecendo a ressignificação do ciclo de existência, a reflexão sobre situações de dependência para a realização de atividades cotidianas e a (re)descoberta de potenciais desconhecidos.
O trabalho pode ser também realizado na casa do paciente em casos de dificuldades de locomoção ou alguma outra limitação (atendimento domiciliar).
Quando necessário, conforme o processo de cada paciente, podemos realizar também o acompanhamento e apoio de familiares e cuidadores de idosos.
Um trabalho mais específico, na intenção de se resgatar a memória pregressa, é o das oficinas de estimulação sensorial. Nelas, cria-se um contexto em que o paciente interage com diferentes estímulos através dos cinco sentidos, de modo a propiciar a emergência de situações, sensações e sentimentos que remetem a experiências vividas no passado e favorecem a elaboração de conteúdos emocionais estruturantes.
Existe também a possibilidade de se realizar um trabalho com foco específico em portadores de Doença de Alzheimer.

Tecendo histórias